Reabertos, cinemas registram pouco movimento em Manaus

A pandemia impactou muitos segmentos, mas a indústria do entretenimento foi uma das mais afetadas. Nos cinemas, por exemplo, o prejuízo deve ficar na casa dos bilhões.

No fim de julho, o governo do Amazonas flexibilizou alguns decretos e autorizou a reabertura dos cinemas com redução de público e medidas de prevenção ao coronavírus. Em Manaus, as salas de cinema até voltaram a funcionar, mas a procura ainda é bem tímida.

A mudança é vista logo na entrada. Os anúncios dos lançamentos dos filmes foram substituídos pelo álcool em gel e pelas faixas de distanciamento. Os funcionários também ficam atentos em relação à higienização dos espaços.

Uma pesquisa da PWC mostrou que a queda na arrecadação no mundo inteiro deve ser de mais de US$ 120 bilhões. Mesmo sem a produção de novos filmes, o setor se mantém otimista.

* Colaborou Jucélio Paiva, da Rede Amazônica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *